PIX e as novas tendências de métodos de pagamento no Brasil

O banco central do Brasil lançou uma plataforma de pagamentos instantâneos que irá acelerar e simplificar as transações, bem como promover a concorrência do Setor Financeiro e atrair novos jogadores, como big techs Facebook Inc e Google.Apelidado de "Pix", o sistema de pagamentos instantâneos do Estado permite que consumidores e empresas façam transferências de dinheiro 24 horas por dia, sete dias por semana, sem exigir cartões de débito ou de crédito. É também gratuito para os indivíduos.

O movimento do Banco Central Brasileiro visa aumentar a concorrência em um sistema bancário altamente concentrado, com seus cinco maiores credores, como Itau Unibanco Holding SA e Banco Santander Brasil SA, detendo cerca de 80% do total de ativos e depósitos.

Uma vez que o banco central fixa preços baixos para as transferências de dinheiro e os pagamentos através do Pix, o regulador acredita que a concorrência irá aumentar. O processador de cartão da Itau, Rede, disse na segunda-feira que não vai cobrar comerciantes usando Pix para os primeiros seis meses.


Perspectivas de métodos de pagamento para os próximos anos

Em 2030, A Pix provavelmente representará 22% dos pagamentos eletrônicos no Brasil, disse a consultora Oliver Wyman em um estudo recente. No ano passado, os pagamentos de débito e cartão no Brasil totalizaram 1,8 trilhões de reais (US$382 bilhões).

O Pix fará com que os bancos percam algumas taxas à medida que os indivíduos o usam.

A plataforma foi ao ar às 09h30, hora local, na segunda-feira, e pode ser usado para comprar qualquer coisa de sorvete para um carro. 

De acordo com o Banco central, 72 milhões de registros foram abertos para o serviço, por 30 milhões de indivíduos e 1,8 milhões de empresas.

O banco central está em conversações com grandes jogadores de tecnologia como o Google e o Facebook sobre a entrada no mercado brasileiro de serviços de pagamentos.

Cerca de 750 empresas se inscreveram na Pix para aceitar e oferecer pagamentos instantâneos. A Uber Technologies Inc disse que começou a aceitar pagamentos Pix, na esperança de adicionar clientes não vinculados. No futuro, a Pix irá adicionar novas funcionalidades, como o cash-back e os pagamentos pré-programados, que actualmente são oferecidos principalmente através de cartões de crédito.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Principais candidatos a prefeito do Rio de Janeiro em 2020

Adjetivos Pátrios - O que são e quando usar?

As oportunidades que são criadas com o SESC: Veja aqui e fique por dentro